Lucas lopes fotografia e design

Lucas lopes fotografia e design

DSC_0013 cópia

Como sabemos, a pele do bebê é bastante sensível nos primeiros meses de vida, ficando suscetível a irritações, alergias e até dermatite, que é uma inflamação da pele causada pelo contato direto com uma substância química ou causadora de alergia.

Por isso, uma das dúvidas que nós gestantes temos é sobre a lavagem das roupinhas e do enxoval do bebê em geral. Como sou mãe de segunda viagem lavando enxoval, já pude aprender algumas coisinhas.

Precisa mesmo lavar tudo?

As roupinhas recém compradas aparentam estar tão limpinhas, passadinhas e até cheirosas que pode bater aquela preguiça de lavá-las. Mas pediatras, dermatologistas, sites especializados e principalmente as mães, claro, são unânimes em afirmar: precisa lavar sim. As roupinhas e outros itens do enxoval passam por diversas mãos, processos e locais, desde a confecção até chegarem às lojas. Se você não quiser lavar tudo, lave pelo menos as roupinhas tamanho rn e p/3 meses e roupas de cama e banho.

– Quando lavar?

Muita gente indica que se comece lá pelo sétimo ou oitavo mês de gestação. Eu acredito que com 30-32 semanas é um período bacana para começar, e foi o que eu fiz quando estava grávida da Mel. Hoje, grávida do Leo, com essa bagunça de obra e mudança na nossa vida, estou aqui escrevendo esse post e lavando as primeiras peças, às 36 semanas. (não tentem isso em casa).

– Como lavar as primeiras roupinhas do bebê? 

Aqui entram várias premissas:

As roupinhas do bebê, bem como roupa de cama e banho, devem ser lavadas separadamente das roupas do restante da família, pois isso evita a contaminação por bactérias muitas vezes presentes nas peças dos adultos. Não existe uma regra referente ao tempo em que isso deve ser feito, mas eu até hoje lavo as roupas da Mel separadas, assim como nossas meias são lavadas separadamente da nossa roupa (dica de uma dermatologista). É uma questão bem pessoal de hábito e preferências mesmo e sei de pessoas que lavam tudo junto. Por aqui, prefiro separar.

É indicado também ter baldes e/ou bacias só para as roupinhas do bebê, assim você evita o contato com produtos químicos ou de limpeza, que normalmente deixam resíduos nesses recipientes. Comprar baldes de cores diferentes facilita essa identificação. E caso você se pergunte para que usará baldes ou bacias já que pretende lavar as roupinhas na máquina, é para deixá-las de molho, quando necessário.

É importante também ler as instruções nas etiquetas de cada peça. Muitas tem algumas restrições de temperatura da água, lavagem manual, secagem a sombra, etc, especialmente as peças mais finas e delicadas ou com detalhes como estampas e bordados.

Separe roupas brancas e claras das coloridas antes de lavar. Normalmente roupas de bebê de boa qualidade não soltam cor, mas dessa forma você evita qualquer contratempo com manchas.

Quais produtos usar?

Não use sabão em pó comum, amaciantes ou alvejantes que contenham cloro ou água sanitária. Prefira produtos específicos para lavagem de roupas infantis ou o bom e velho sabão de coco, seja ele em pó ou líquido (eu prefiro o líquido). Da primeira vez usei sabão de coco líquido Coquel e o Ola original (o rosa) e o Bebê.

Desta vez comprei três produtos para testar e os três foram super aprovados: Vida Macia, Coquel Coco e Mon Bijou Baby. Os três deixaram as peças macias, não danificaram e tem um cheirinho ótimo. Eu ando numa fase cheirinho de sabão de coco, então o Coquel tem sido o meu preferido.

DSC_0065 cópia

Acho que nesse caso vale também pesquisar a opinião de outras mães, sobre quais produtos elas indicam. E também, vale uma ida ao supermercado para sentir pessoalmente a fragrância de cada um e assim escolher o que você mais gostar.

Lavagem a mão x máquina de lavar

Já vi muita indicação de lavagem manual, ou seja, a mão. Essa indicação vem do fato de acreditar-se que a lavagem na máquina pode deixar resíduos dos produtos usados nas roupinhas ou até danificá-las.

Na minha opinião, nos dias de hoje onde corremos contra o tempo e buscamos praticidade, isso fica meio inviável. Além disso, a maioria das máquinas de lavar possuem ciclos específicos para roupas delicadas e tem a opção de múltiplos enxágües, com isso as roupinhas não são danificadas nem ficam com resíduos.

No final das contas, você tem duas opções:

– diluir o produto escolhido em água no balde e deixar as roupinhas um tempo de molho, enxagua-las, torcê-las e então pendurá-las no varal para secarem ao sol.

– lavar as roupinhas na máquina, com o produto escolhido (veja no rótulo as instruções de dosagem) escolhendo o ciclo para roupas delicadas (ou ciclo normal), centrifugar e pendurá-las no varal para secarem ao sol. Ou secá-las também na máquina ou secadora.

Para as primeiras roupinhas da Melanie eu fui de lavagem manual, como descrevi na primeira opção. Depois fui começando a lavar na máquina e sinceramente não notei diferença nenhuma, nem em maciez nem em desgaste. Sendo assim, nesta segunda gravidez fui de lavagem à máquina desde o começo e fiquei satisfeita com o resultado. A princípio escolhi o ciclo peças delicadas e programei dois enxágües. As roupinhas ficaram super macias, cheirosas e continuaram intactas. Depois passei para o ciclo normal/rápido e tudo certo também.

Secagem: varal x secadora

Já em relação à secagem dessas primeiras peças do bebê, eu prefiri o bom e velho varal por um motivo simples: as roupinhas ficaram mais macias e cheirosas quando secas ao sol do que na máquina. Pelo menos essa foi a minha experiência com a lava & seca que temos aqui em casa. As peças que lavei e sequei na máquina ficaram mais amassadas, um pouco menos macias e menos cheirosas, por isso deixarei a secadora para os dias sem sol ou os dias de frio.

Passando as roupinhas

Caso você opte por secar as roupinhas na máquina, talvez nem seja preciso passar a ferro as peças. Muitas saem prontas para ir para o armário, outras precisam ser passadas. Depende muito do tipo de roupa, tecido, etc. Nessa hora você pode aproveitar também para cortar etiquetas que possam incomodar o bebê, tomando cuidado para não cortar as costuras.

Depois de lavadas e passadas, as roupinhas podem ir direto para o armário ou para a cômoda do bebê. Algumas pessoas preferem colocar em sacos plásticos para proteger do pó. Eu fiz assim da primeira vez, com as roupinhas da Mel e foi ótimo. Dessa vez, como estou lavando tudo em cima da hora, não achei que seria necessário.

Agora preciso colocar tudo em ordem, afinal, sábado completamos 37 semanas :)

Lucas lopes fotografia e design 89
Lucinha Rezende Facebook
Lucas lopes fotografia e design 80
CIEE -ES - Centro de Integra o Empresa Escola- Espirito
Lucas lopes fotografia e design 10
Como e quando lavar as primeiras roupinhas do beb?
Lucas lopes fotografia e design 22
D'ali e D'aqui: Crioulo cabo-verdiano
Lucas lopes fotografia e design 51
L mpara Coral de Lagranja Design para Palluco
Lucas lopes fotografia e design 76
Projetos de Arquitetura ArchDaily Brasil
Lucas lopes fotografia e design 68
Lucas lopes fotografia e design 41
Lucas lopes fotografia e design 25
Lucas lopes fotografia e design 96
Lucas lopes fotografia e design 54
Lucas lopes fotografia e design 56
Lucas lopes fotografia e design 74
Lucas lopes fotografia e design 39
Lucas lopes fotografia e design 8
Lucas lopes fotografia e design 24